9 Fatos sobre a Caderneta de Poupança

Publicado em 08/03/2018

Imagem do Artigo 9 Fatos sobre a Caderneta de Poupança

 A Poupança é o investimento mais popular do país. Apesar de seguro, rende muito pouco.

Apesar de não ser um bom investimento, a poupança ainda é uma alternativa interessante para você investir valores pequenos que podem ser necessários para cobrir algum imprevisto do dia a dia. Assim, em vez de deixar essa quantia parada na conta corrente, você a deixa investida na poupança, podendo resgatar de forma imediata em caso de necessidade.


1) O que é Poupança?


Poupança é um investimento de Renda Fixa oferecida por todos os Bancos de grande porte (Caixa, Banco do Brasil, Itaú, Bradesco, Santander, entre outros). Ao investir na Poupança você está, na prática, emprestando o seu dinheiro ao Banco e, em troca, receberá juros por esse empréstimo. Ou seja, ao solicitar o resgate do investimento, você receberá de volta o dinheiro que investiu acrescido dos juros.

2) Tipos de Poupança (Nova x Antiga) e suas rentabilidades

O rendimento da poupança é estabelecido por lei e, portanto, é exatamente igual em todos os Bancos. A rentabilidade é mensal e os juros são pagos na data de aniversário (data em que foi feito o investimento). Ou seja, se você fizer um depósito no dia 23 de um determinado mês, os juros referentes a esse depósito serão pagos todo dia 23 dos meses seguintes. Caso você solicite o resgate no dia 22 de um determinado mês, por exemplo, perderá toda a rentabilidade do dia 23 do mês anterior ao dia 22 do mês do resgate. Portanto, fique atento à data de aniversário dos depósitos e evite resgatar o dinheiro antes da respectiva data. Se o investidor fizer depósitos em datas diferentes do mês, cada um deles terá uma data de aniversário própria.

A regra de rentabilidade é diferente para a NOVA poupança (depósitos feitos a partir de 04/05/2012) e para a ANTIGA poupança (depósitos feitos antes de 04/05/2012):

Rentabilidade da NOVA poupança (regra atual válida a partir de 04/05/2012):
       Se a taxa SELIC estiver acima de 8,5%, a poupança rende 0,50% ao mês + TR
       Se a taxa SELIC estiver igual ou abaixo de 8,5% (como está agora), a poupança rende 70% da taxa SELIC + TR

Rentabilidade da ANTIGA poupança (regra antiga válida apenas para os depósitos feitos antes de 04/05/2012):
       Sempre rende 0,5% ao mês + TR (independentemente do valor da taxa SELIC)

*A TR é uma Taxa Referencial calculada pelo Governo e é tradicionalmente muito baixa. Em 2017, por exemplo, foi de 0,5967% ao ano (que é praticamente nada).

3) Como investir?

Basta ter conta corrente em um Banco de grande porte e transferir a quantia desejada para a poupança. Também é possível solicitar apenas a abertura de uma conta poupança em um Banco de grande porte (sem necessidade de abrir a conta corrente).

4) Risco

O risco é a insolvência (falência) do Banco em que foi aberta a poupança. Na prática, como a poupança é oferecida principalmente por Bancos de grande porte, o risco é baixíssimo. Além disso, o investidor conta com a proteção abaixo explicada.

5) Proteção

Os investimentos em Poupança são garantidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos) em caso de insolvência da Instituição Financeira até o limite de R$ 250.000,00 por CPF (investidor) e por Instituição Financeira investida. Portanto, evite investir mais do que esse valor em um mesmo Banco.

6) Impostos

A Poupança é isenta de todos os impostos.

7) Taxas

A Poupança é isenta de taxas (os Bancos não podem cobrar qualquer taxa de abertura ou de manutenção de Poupança).

8) Valor mínimo de investimento

Não existe valor mínimo para investir em Poupança, o investidor pode depositar o valor que desejar.

9) Liquidez

O resgate pode ser solicitado a qualquer tempo. Porém, como já explicado acima, se o resgate for feito antes da data de aniversário do depósito, o investidor perderá a rentabilidade dos dias compreendidos entre a última data de aniversário e a data de resgate.


Fonte: - fontedafortuna

Gostou desse artigo? Faça o download