Relatório dos Mercados Financeiros-19 de setembro

Publicado em 19/09/2013

Imagem do Artigo Relatório dos Mercados Financeiros-19 de setembro


MERCADOS: os principais índices de ações dos Estados Unidos fecharam em alta. O S&P 500 subiu 0,44%, para os 1.705 pontos; atravessando a barreira dos 1.700 pela primeira vez em seis semanas; o Nasdaq 0,76%, para os 3.746 pontos; enquanto o Dow Jones 0,23%, para os 15.530 pontos.  

ECONOMIA: hoje o Departamento de Trabalho dos Estados Unidos publicou um relatório que mostra que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), correspondente a agosto, aumentou 0,1%, depois de uma alta de 0,2% em julho. Isso surpreendeu os economistas pesquisados pela Bloomberg, que esperavam um aumento de 0,2% em agosto. Outro relatório publicado hoje assinalava que na Alemanha, a maior economia da Europa, o Índice de Confiança dos investidores aumentou pelo segundo mês consecutivo em setembro para 49,6 pontos dos 42 pontos em agosto. Os analistas pesquisados pela Bloomberg projetavam uma alta para os 45 pontos.

CORPORATIVO: conforme artigo publicado em The Wall Street Journal, a BlackBerry poderia vender-se em partes. Já passou mais de um mês desde que foi colocado formalmente à venda; contudo, por enquanto, o interesse foi escasso – acrescenta o jornal. Enquanto outro artigo informa que a Microsoft revelou um plano de recompra de ações por 40 bilhões de dólares, elevando seus dividendos trimestrais em 22%, continuando com as medidas benéficas para os acionistas impulsionadas nos últimos anos.
 
GOVERNO: s mercados estão expectantes no aguardo dos depoimentos posteriores à reunião do Federal Reserve, em que serão divulgados mais dados em relação ao fim do plano de recompra de bônus do governo. De acordo com os analistas pesquisados pela Bloomberg, espera-se que o Fed anuncie, na quarta-feira, a redução no valor das compras mensais de bônus em dez bilhões de dólares.
 
PARA ONDE OLHAR?  junto com o esperado início da reunião do FOMC (Federal Open Market Committee) será publicado o Índice de Preços ao Consumo, correspondente a agosto, e o Índice do Mercado de residências nos Estados Unidos. Por sua parte, na Europa, a Alemanha publicará sua pesquisa de expectativas econômicas, e o Reino Unido, o Índice de Preços ao Consumo.


Deixe seu comentário