Relatório Diário dos Mercados Financeiros-04-07-2013

Publicado em 04/07/2013

Imagem do Artigo Relatório Diário dos Mercados Financeiros-04-07-2013



MERCADOS: os principais índices de ações dos Estados Unidos fecharam com baixas. O S&P 500 caiu 0,06%, para os 1.614 pontos; o Nasdaq 0,04%, para os 3.433 pontos; enquanto o Dow Jones 0,29%, para os 14.932 pontos. O rendimento anualizado dos bônus do tesouro dos Estados Unidos a dez anos se manteve em 2,48%.

ECONOMIA: o Departamento de Comércio dos Estados Unidos publicou um relatório que mostra que os pedidos de fábrica avançaram 2,1% em maio, depois de 1,3% em abril. O consenso dos analistas pesquisados pela Bloomberg projetava um avanço de 2%. O Banco Goldman Sachs reduziu hoje seu prognóstico de crescimento do PIB do Q2 da principal economia do mundo, até 1,7% anual, após uma expansão mais lenta da estimada nos inventários. O Escritório de Estatísticas da União Europeia revisou em alta a taxa de desemprego da região para 12,2% em maio. No Reino Unido, o índice da atividade no setor da construção avançou de 50,8 para 51 pontos, levemente por baixo do esperado pelos economistas.

GOVERNO
: o Presidente do Federal Reserve de Nova York, William C. Dudley, voltou a dizer, hoje, que a autoridade monetária provavelmente prolongará seu plano de estímulo, se a economia se tornar mais fraca do projetado. Contudo, acrescentou que, conforme sua visão, o crescimento vai se acelerar em 2014, fato que possivelmente provocará uma redução no programa de compras de bônus. Depois da reunião de Política Monetária do Banco Central da Austrália, hoje, as autoridades não fizeram alterações na taxa de referência, permanecendo em 2,75%. Desde novembro de 2011, a taxa foi reduzida em 2%. O governador do banco disse que a economia cresceu por baixo de sua tendência no último período.

PARA ONDE OLHAR?
o dado destacado a ser publicado amanhã corresponde à criação de emprego em junho pelo Instituto privado ADP Research. O dado oficial será publicado na próxima sexta-feira. Os analistas estimam que no mês passado as folhas de pagamento cresceram 165.000 e que a taxa de desemprego caiu para 7,5; fato que corresponderia com um mínimo em quatro anos. Além disso, são divulgadas as cifras da balança comercial e o ISM não manufatureiro nos Estados Unidos; enquanto na Eurozona, as vendas varejistas e o PMI composto.


Deixe seu comentário